Posted tagged ‘Pornochanchada’

Depravação: Orgia das Taras – Um Filme sem Sentido, a Começar pelo Título Chamativo

19 de janeiro de 2013
Nota: 3

Nota: 3

No bordel de Jandira, há uma briga e o forasteiro Wilson é salvo pelo frequentador Marcos que o traz para o seu sítio. Na manhã seguinte, Marcos oferece o emprego de vigia de seu almoxarifado onde ele guarda um suprimento de fibras. Mas logo Wilson descobre que Marcos é na verdade um traficante que abastece São Paulo e que as “fibras” são drogas.

Orgia das taras

Quando Marcos traz sua sexy esposa Silvia para o sítio, ela seduz Wilson como parte de um plano para enganá-lo. Depois Marcos finge dar um flagrante, descobrindo que Silvia o está traindo com Wilson, e seu empregado atira em Marcos com uma arma carregada com balas de festim como parte de sua armadilha.

Orgia das taras

Depravação: Orgia das Taras” é um filme estúpido, a começar pelo título chamativo. A trama não faz sentido e eu não entendi o por que de Marcos ter preparado uma armadilha para Wilson. As deliciosas Patricia Scalvi no auge de sua forma e Matilde Mastrangi são as grandes (ou talvez as únicas)  atrações para este filme.  

Orgia das taras

Para maiores detalhes deste filme, ver o link abaixo:

http://www.imdb.com/title/tt0438937/reviews-1

Orgia das taras

Sexo a Domicílio – Uma Pornochanchada com Uma Única Piada

4 de março de 2012

Nota: 4

O cearence Severino chega a São Paulo a procura de emprego. Quando ele conhece o açougueiro Flávio em um parque, ele oferece um pedaço da linguiça que ele fez e trouxe do Ceará e Flávio gosta dela e convida Severino para trabalhar em seu açougue.

Flávio aloja Severino no quarto de empregada de sua casa e está sempre cansado para satisfazer sua esposa Beth, que sente desejos sexuais pelo empregado de seu marido. Beth transa com Severino e depois ela conta para a sua amiga Leonor que Severino tem uma linguiça gostosa.

Severino torna-se popular entre as freguesas do açougue, satisfazendo a todas com sua linguiça. Quando a filha de Flávio, Suzi, fica grávida, Flávio propõe a Severino que ele se case com ela e torne seu sócio no açougue.

Sexo a Domicílio” é uma pornochanchada com uma única piada: a linguiça do Severino. Antonio Leite é engraçado no papel do estereótipo do retirante do nordeste que vem para São Paulo.

Mas a mesma situação se repete diversas vezes a as cena de sexo explícitos são montagem de filmes pornôs, tornando o filme entediante.

Para maiores detalhes deste filme, ver o link abaixo:

http://www.imdb.com/title/tt0495889/reviews-1

Como Consolar Viúvas – Uma Pornochanchada Sobrenatural de José Mojica Marins

2 de março de 2012

Nota: 5

Em São Paulo, o playboy Aquiles está completamente falido, com Oficial de Justiça e polícia batendo em sua porta. Entretanto, seu leal mordomo Vitório o protege dizendo que ele não está no apartamento.

Quando Aquiles lê no jornal que os três genros do milionário Leocárdio estão desaparecidos em uma queda de avião, Vitório conta que ele conhece a família, pois teve um caso com a empregada Marieta.

As viúvas Dina, Bebê e Lena estão na maior “seca’, vivendo enclausuradas com o rígido pai e com a repressiva tia Dadá. Aquiles vê a chance de “se dar bem” e visita as mulheres durante a noite fingindo ser os fantasmas dos respectivos maridos Juju, Lalau e Danúzio para enganá-las e ganhar dinheiro fácil.

Contudo, quando as três mulheres ficam grávidas, o pai delas chama um médico que fica intrigado com o mistério e sugere que Leocárdio convide o Padre Levedo para exorcizar os fantasmas. A situação de Aquiles fica complicada quando Danúzio volta para casa e os fantasmas de Juju e Lalau decidem puni-lo.

Como Consolar Viúvas” é uma pornochanchada sobrenatural de José Mojica Marins, que usa o pseudônimo de J. Avelar. A história é tola, mas há momentos engraçados e especialmente uma piada sobre a identidade verdadeira do diretor, quando a tia Dadá diz: “Entrem, alunazinhas do Zé do Caixão. Este filme de terror está ficando complicado”. Se foi de improviso ou faz parte do roteiro, eu não sei, mas ficou muito engraçado.

Para maiores detalhes deste filme, ver o link e o trailer abaixo:

http://www.imdb.com/title/tt0272554/reviews-1

O Erótico Virgem – Que Coisa Pavorosa!

3 de dezembro de 2011

Nota: ZERO (Pavoroso)

Há alguns dias atrás, o Canal Brasil passou a pornochanchada “O Erótico Virgem“, um dos piores filmes que eu vi até hoje.

A trama ridícula de um homem de idade que ainda é virgem e que fica na casa de uma família amiga de seus pais depois que este viajam para a Europa não consegue ser engraçado em nenhum momento e os personagens são estúpidos.

O ator principal é horrível e seu personagem um completo idiota e sem ética. E as atrizes parecem ter sido selecionadas de um bordel de baixa categoria.

Para quem se aventurar a querer ver mais detalhes deste filme, ver o link abaixo:

  http://imdb.com/title/tt0243047/reviews-1

Eu Transo …Ela Transa – Uma Boa Chance para Rever o Rio de Janeiro e Sandra Barsotti no Início dos anos 70

15 de novembro de 2011

Nota: 4

No Rio de Janeiro, o falido Roberto se encontra com seu rico amigo Guimarães para propor um negócio, mas sem sucesso. Entretanto, ele fica sabendo que Guimarães tem uma amante, Leninha, que veio do interior e que a esposa dele suspeita que ele tenha um caso e que pretende contratar um detetive particular para investigar.

Roberto propõem que Leninha se mude para sua casa para morar com sua família disfuncional para dar uma cobertura a situação. Em troca, Guimarães pagaria as dívidas de Roberto e o contrataria como executivo de sua empresa.

O filho mais velho de Roberto, Carlinhos, explora a viúva Gilda; sua filha Vanda trabalha em um bordel; e seu filho adolescente anda com amigos gays. Eles acolhem Leninha, mas a esposa e o sogro de Roberto acham a situação humilhante e desprezível, mas Roberto que manter seu status quo a qualquer preço.

Quando Carlinhos e Leninha se apaixonam um pelo outro, eles fogem para o apartamento de Bilu, que é amigo de Carlinhos. Mas o desprezível Roberto acha um modo de trazer seu filho e Leninha de volta para casa.

Eu Transo …Ela Transa” é uma pornochanchada com uma história boba e amoral e personagens podres. O desprezível Roberto é asqueroso e é impossível rir ou sentir empatia por personagens tão sujos, que manipulam, chantageiam, exploram, prostituem, mentem, delatam e não tem valores morais. O amor de Carlinhos não resiste a um Camaro.

Contudo, o filme tem inúmeras tomadas externas e é uma boa chance de rever o Rio de Janeiro e a bela Sandra Barsotti no início dos anos 70.

Para maiores detalhes deste filme, ver o link abaixo:

  http://imdb.com/title/tt0186998/reviews-1

As Massagistas Profissionais – Pavoroso

4 de outubro de 2011

(*/2)

No Rio de Janeiro, Jacinto Brochard é o dono da casa de massagem Academia Mãos de Ouro e o gay Florindo Bocão gerencia o estabelecimento. Quando eles descobrem que duas massagistas estão se prostituindo na casa, Jacinto as despede e contrata as virgens do interior Virgem e Berta para trabalhar na casa de massagem. O paquerador motorista Duda de Almeida traz as duas mulheres para a pensão de Dona Maria. Logo Duda é contratado por Jacinto como instrutor de massagem e dá em cima da empregada de Dona Maria, Julieta; em Gafanha, a esposa do inquilino de Dona Maria, Fung-Ku; e nas massagistas da casa de massagem. Neste meio tempo, há o maior “barraco” na casa de massagem, quando o impotente cliente Artur encontra sua esposa Mara e seus dois amantes Serginho e Leão no local.

As Massagistas Profissionais” é uma pornochanchada que pode ser definida em uma só palavra: pavorosa. A trama é de um tal baixo-nível que eu ficaria com medo de um adulto que consiga rir das piadas e brincadeiras bobas e estúpidas, que lembram aquelas bobeiras que se fazia no antigo ginásio (hoje segundo grau). A atuações, locações, fotografia, tudo é paupérrimo. A única coisa que vale a pena são os corpos desnudos de algumas “atrizes” e as poucas nostálgicas locações externas do Rio dos anos 70.

Para maiores detalhes deste filme, ver o link e alguma cenas abaixo:

 http://imdb.com/title/tt0261055/reviews-1

Bonitas e Gostosas – Pavorosa Seqüência do Horrível “As Taradas Atacam”

8 de fevereiro de 2011

O narrador do programa de rádio “Barulho na Cidade” conta cinco histórias eróticas:

(1) “Quantas Bichas Há na Cidade”: O repórter de “Barulho na Cidade” entrevista pedestres perguntando suas opiniões sobre quantas bichas que há na cidade do Rio de Janeiro.

(2) “Porrada na Feira”: Dois repentistas, pai e filho, estão cantando na Feira dos Paraíbas em São Cristóvão. Um começa a ofender o outro e o repente termina na porrada.

(3) “As Afogadas”: Duas mulheres ofendem o motorista de uma betoneira no trânsito e o camarada despeja sua carga no carro delas.

(4) “Chapeuzinho Vermelho”: O narrador conta três diferentes versões eróticas diferentes da história do Chapeuzinho Vermelho, cada uma contada pelo Lobo Mau, pela vovozinha e pelo Chapeuzinho Vermelho.

(5) “Sacanagem na Idade da Pedra”: Sacana Coça-Saco é um homem pré-histórico gordo e preguiçoso que vive feliz sem fazer nada e comendo bananas. Quando ele conhece a sexy Mulata Bunduda, ele fica o tempo todo brincando de fazer neném com ela. Eles tem dez filhos mas quando uma bicha se aproxima de Sacana Coça-Saco, a Mulata Bunduda tem uma discussão e briga com o camarada, até que seu marido arruma uma solução.

Ontem eu assisti o pavoroso “Bonitas e Gostosas“, que é uma seqüência de “As Taradas Atacam”, no Canal Brasil. Ambos são escritos por um tal de Cláudio Barreto, e eu acredito que ele naquela época fosse um estudante de primeiro grau pelo nível e estilo de suas piadas e narrativa. Os episódios são politicamente incorretos, sexistas, racistas e cheios de preconceitos. Realmente eu não faço parte do público alvo deste filme horrível e não conseguir rir com a tolas brincadeiras e situações. A dicção do camarada que narra as histórias é irritante e o elenco é quase que totalmente amador.

Para maiores detalhes deste filme, ver o link abaixo:

http://www.imdb.com/title/tt0260761/usercomments-1


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 114 outros seguidores