Pretty Baby – Um dos Filmes mais Ousados sobre Adolescência, Mesmo Trinta e Quatro Anos Depois

Nota: 8

Em 1917, na zona de baixo meretrício de Storyville, Nova Orleans, a prostituta Hattie vive com sua filha de 12 anos no elegante bordel de Madame Nell, onde ela trabalha.

O fotógrafo Ernest J. Bellocq sente uma grande atração por Hallie e Violet e é um frequentador do bordel.

Um dia, Madame Nell leiloa a virgindade de Violet e o vencedor paga a fortuna de 400 dólares para passar a noite com a garota. Logo Hattie se casa com um rico cliente e se muda para Saint Louis, deixando Violet no bordel sozinha.

Violet decide se casar com Bellocq e ela se muda para a casa dele. Até o dia que Hattie, que conseguiu superar seu passado, vem a casa de Bellocq com a intensão de levar Violet com ela.

Pretty Baby” é um dos filmes mais ousados sobre adolescência, mesmo trinta e quatro anos depois de seu lançamento. A vida de uma prostituta muito jovem em um bordel é aparentemente baseada em uma história verdadeira.

A betleza da então promissora Brooke Shields é um dos maiores sustentáculos de “Pretty Baby”, além do grande elenco, magnífica fotografia e o talento de Louis Malle, que mantém o filme a nivel de cinema de arte e nunca vulgarizando-o.

Incrivelmente este filme nunca foi lançado em VHS, DVD ou Blu-Ray no Brazil, tendo sido completamente desprezado pelas distribuidoras nacionais. Eu comprei o DVD na Amazon, e apenas para informação, só tem legendas em inglês.

Para maiores detalhes deste filme, ver o link e o trailer abaixo:

http://www.imdb.com/title/tt0078111/reviews-77

Explore posts in the same categories: DVD, Filmes

Tags: , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

4 Comentários em “Pretty Baby – Um dos Filmes mais Ousados sobre Adolescência, Mesmo Trinta e Quatro Anos Depois”

  1. LG Says:

    Se fosse nós dias de hj, esse filme nunca tinha sido produzido(Creio eu).


    • Concordo contigo, e inclusive tive este pensamento enquanto estava assistindo ao filme, razão do título da minha resenha. Vivemos uma época terrível do hipócrita “politicamente correto”; mas Louis Malle talvez tenha sido o rei da transgressão no cinema, com vários de seus filmes explorando temas bastante ousados e polêmicos.

  2. Ricardo Fontes Says:

    Veja “L’Immoralità” de Massimo Pirri ou “Maladolescenza” de Pier Giuseppe Murgia, dois filmes altamente polêmicos (ambos da década de 70), inimagináveis feitos nos dias de hoje.


    • Eu não conheço estes filmes, mas acredito que sejam de circulação restrita para audiências específica.

      Mas “Pretty Baby” foi “cinemão”, e o Louis Malle foi bastante ousado com a Brooke Shields. Se fosse hoje, surgia algum político ridículo para impedir a projeção e distribuição do filme. Não foi assim com “A Serbian Film”?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: